segunda-feira, 18 de julho de 2011

E então ela se foi, se foi para o céu.

Era 4 da manhã, a minha mente girava, mais não era o efeito da vodka, nem a dor de cabeça. Era só o vazio no peito, talvez, o silencio depois de tanto barulho.
Qual era o nome dele mesmo? Ele segurou minha mão com tanta força, que eu pude sentir seu coração acelerado. Mais quando eu estava prestes a sorrir ele se foi.
O que aconteceu com o príncipe? o nome dele não era Cinderela, não mesmo, mais ele sumiu, não sei se foi antes ou depois da meia noite.
Mais eu ainda consigo ouvir, o tuntuntum na minha mente, e não é o Tuntuntum da música, era o Tuntuntum do coração, que não sai da minha mente.
Pego um copo de agua, mais não bebo, jogo na minha cara e repito comigo 'Acorda menina, acorda' Pisco forte algumas vezes, mais parece que tudo continua a mesma merda de sempre, que drogaaa. Será que é verdade mesmo que não existe ninguém perfeito? Me parecia tão perfeito. Não acho que alguém poderia discordar disso. Era perfeito era sincero.
O sol está nascendo agora, me arrasto pra perto da janela, gosto de sentir o sol me aquecendo, gosto do céu em si, as estrelas, quando morrer vou me transformar em uma há vou. E nem tente dizer que não. A lua estava tão linda ontem, foi quando estava olhando para o céu que ele apareceu.
Que música estava tocando mesmo? Não consigo me lembrar, talvez aquele olhar tivesse roubado minha mente, minhas memorias, pelo menos daquela noite.
Tuntuntum, coloco a minha mão no peito, meus olhos estão quase se fechando.
Ele pegou na minha mão com força, olhou nos meus olhos depois de olharmos para a lua, me ofereceu uma bebida, eu sabia que ele havia colocado algo na bebida, mais eu bebi mesmo assim, ele sussurrou no meu ouvido ' tudo vai ficar bem' e então se foi.
O Tuntuntum parou.
E então meus olhos se fecharam.
E agora eu estou perdida na perfeição, perdida no céu.
Eu sou uma estrela, uma linda estrela.

.-.Melissa Lobo.