sábado, 4 de fevereiro de 2012

Inalcançável como uma estrela tão distante


Ele é tão simples e tão complicado, olhos de menino, um homem sedutor.
Me pega de jeito me enche de beijos,
Sabe me fazer feliz, quando estamos a sós
Mas esconde nossos encontros, num lugar bem escuro e distante
Me liga quando se sente só, me abraça forte antes de partir
Finge não me ver, entre carros, pessoas e passaros
Vem me ama, me balança me confunde e se vai
Tão sublime como um anjo, 
Não me responde, me ignora, nem da bola
Eu finjo e muito bem não me importar
Mas ele sabe que me importo só de nossos olhares se encontrar
E nesse vai e vem, ele me enche de paz, e me tira o sossego
Meu inferno, meu paraíso, meu tudo e nada...
Tão perto, tão distante, inalcançável...

.-.Melissa Lobo.