domingo, 11 de março de 2012

Romeu e Julieta


E talvez você seja o meu Romeu, e eu sua Julieta, onde quem é contra nosso amor, são nossos amigos, que não conseguem imaginar nos dois juntos, nos amando, vivendo em harmonia. Diferentes, você arrogante, inteligente, romântico e prepotente. Eu independente, sensível, inteligente e sonhadora.
Mas ambos somos vencedores de muitas batalhas, depois de muitas derrotas, depois de lágrimas nossos sorrisos se encontraram, e eu creio que seja este um dos motivos de nós nos encontrarmos, e vivermos estes nossos momentos, que apesar de poucos, se tornaram tão eternos. Costumo pensar que a eternidade às vezes dura apenas alguns segundos. E muitos passam pela vida, sem ao menos conhecer o que é essa tal eternidade, eu tive o prazer de conhece - lá junto de ti, em teus braços, beijos e abraços, e principalmente no momento em que me entreguei a ti, aquele foi à prova de que a eternidade existe, pois nunca vou me esquecer, nunca vou te esquecer. Não sei o que vai ser da gente, o futuro me parece tão incerto em teus olhos. Jurei para mim, que não iria criar expectativas, que mais uma vez só deixaria as coisas acontecerem, mas confesso que no fundo, espero que possamos ficar juntos enquanto a nossa eternidade durar, mas talvez não seja expectativa minha, e sim um sonho. Sonho esse que me tira o sossego, e só encontro a calma quando encontro teus olhos nos meus.
E que o nosso final não seja trágico como de Romeu e Julieta, que o nosso final seja feliz como em um conto de fadas, não por acreditar em contos de fadas, e sim por eu te amar, por ser único, por ser eterno.

.-.Melissa Lobo.