quarta-feira, 9 de maio de 2012

Encontro de almas...


Ele queria entender o que havia nela de tão diferente dos outros, sabia que ninguém era igual a ninguém, mas no fundo isso acontecia porque todos eram iguais, menos ela, era o oposto de tudo, de qualquer pensamento, de qualquer resposta, de qualquer coisa no mundo. Ela sempre tão preocupada em curar corações, sempre despreocupada em partir o seu. Tão má com tua sinceridade, tão boa com tua confiabilidade.  Nem mesmo ela sabia explicar o porque de ser assim, mas a verdade é que todas as noites antes de dormir, ela se perguntava o porque de ser assim, o porque de nunca se encaixar no mundo. Sentia-se só porque nunca encontrou ninguém que pudesse sentir o que ela sentia. E enquanto ele dormia com um sorriso nos lábios por ela ser diferente, ela dormia com lagrimas nos olhos por ser assim.

.-.Melissa Lobo.