sexta-feira, 29 de junho de 2012

Desejo l


Eu o desejava, mas acreditava que não o podia ter. Me foquei em telo para mim, o desejo de tornar o impossível possível, me consumia, me desafiava.
Foi então que eu o consegui, mas quando o tive em mãos percebi que já não era mais o que eu desejava, a sede já havia se saciado pelo simples fato do desejo ter se realizado. Não havia perspectiva, só um capricho, de um desejo proibido, se tornando um pecado cometido.

.-.Melissa Lobo.