quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Esperança

Era noite, a lua sorria para ela, mas era impossível conter as lagrimas Ela só queria um abraço, mas ele a deixou partir sozinha, e perdida na escuridão ela caminhou de mãos atadas em direção a unica coisa que ainda a mantinha viva. Esperança.