domingo, 13 de janeiro de 2013

Um desabafo


Passamos por tanta coisa nessa vida. E tantas vezes não importa quantos anos se tem. E sim o quanto você vivenciou as mais difíceis batalhas. Mamãe tinha alguém, mas ele se foi muito cedo, e faz 18 anos, que tem sido assim só eu e ela, enfrentando as nossas batalhas, sozinha. Passamos fome, enfrentamos a solidão, as mentiras e falsas promessas, jogadas sobre nós; jogadas de um canto para o outro, sempre seguimos assim, vivendo um dia de cada vez, uma luta, por dia. Nem todas elas ganhamos, mas em nenhuma delas fraquejamos. Hoje minha mãe já desistiu, não por não ter mais condições de lutar, e sim por não ter mais forças para sofrer. Chega uma hora que ser forte cansa. Então, ela só tem uma coisa na vida, ESPERANÇA, e essa tal da esperança é depositada toda em mim.
Agora luto todos os dias, por nós duas. Por dias melhores, para que possamos alcançar algum dia a calmaria, para que o medo do amanha, não assombre mais nossas noites. E que aqueles sonhos tão impossíveis  possam finalmente se realizar.
A minha mãe nunca me pediu muito, só uma casa com jardim, e um Natal em família  em algum lugar onde a alegria possa tomar conta de nós, pelo menos uma unica noite.
Com 19 anos, sou uma garota inteligente, faço faculdade, fiz escola técnica  sou bonita, forte apesar de magrinha, tenho alguns bons amigos, e uma força de vontade de viver, de crescer enorme. Mas ainda não consegui realizar os sonhos de minha mãe. Os dias tem sido difíceis  ando matando um leão por dia. E se eu não pulasse as janelas, nem teria chegado até aqui, pois as portas estão sempre fechadas.
Mas hoje um garoto disse que me ama, e eu senti no meu coração que ele me ama mesmo. Sabe aquele cara da músico do Roberto Carlos, ele é assim. Mas não posso ficar com ele, não posso jogar todos os meus planos e objetivos fora, por um amor, seria egoismo meu. E eu não posso ser egoísta  não agora. Tenho um monte de sonhos de minha mãe para realizar. Tenho uma batalha pra lutar, e eu não posso desistir, nem fraquejar, sei que posso ganhar, vou ganhar.
Mas para conquistar essa vitoria, é preciso abrir mão de algumas coisas. Abri mão de viver uma aventura de amor agora. Quem sabe mais tarde, mas não posso te pedir pra esperar, então faço esse desabafo aqui, para que saiba que eu desejo que você seja feliz, eu vou ser feliz também. Siga seu caminho, e encontre alguém que tenha espaço na mala para guardar seus sonhos, e viver eles.
Eu sinto muito, sinto muito mesmo, se lhe dei esperanças, é que as vezes da vontade de jogar tudo pro alto, mas não posso desistir, essa batalha  não é só minha,  tem 3 pessoas esperando para me aplaudir. Mamãe, meu falecido Pai e Deus. Não posso e não vou decepciona-los.

Melissa Lobo.