quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Hoje o dia amanheceu cinza

Viver as vezes é tão cansativo. Tão rotineiro. Ou você é a vitima ou você é o vilão, você não pode ser apenas você. Porque te jugam, gritam na sua cara. E por mais que você tenta tacar o fodasse, a verdade é que se torna cansativo, viver nesse mundo. E um dia você é a pessoa mais feliz do universo, e seu rosto dói de tanto sorrir. Mas de repente acorda. E já não vê mais graças nas cores. A sua cabeça doí. E as pessoas te irritam. Inconformadas porque você viciada em Coca-coa não sabia que há cabeças de rato nas Cocas por ai. Como se você tivesse a obrigação de saber. Como se realmente fizesse alguma diferença. Cansei de gente que não agrega nada para mim e pro mundo e de gente que se conforma com o próprio fado miserável. Eu não quero comprar tudo o que todo mundo tem. Esse dinheiro não satisfaz o meu espirito.
Não, eu não vou fazer o que não quero fazer. Nós ainda temos o poder de escolha? Agora eu não posso mudar de opinião. Me desculpe eu pensei que a minha opinião, era minha.
Todos os versos sem refrões, todas as minhas canções, desenhos, e as cartas e as tatuagens que eu fiz. Nada disso importa mais. Porque num dia você ouve um 'eu te amo' e no outro tantas mentiras. E as pessoas mentem, e com essas próprias mentiras se difamam. E não se importam. E você se pergunta porque você está dando importância para isso?! Pois é eu não vou me importar, me lamentar. Porque eu não quero saber o que você fez no final de semana, ou pra onde vai viajar nas férias. Isso apenas me sufoca. E toda essa fumaça na cidade, e a pressa das pessoas. Que só sabem trabalhar, pagar as contas, e trabalhar, e correr, e correr...
Ando perdendo a inspiração. Já não escrevo como antes. Já não tenho motivos para desenhar. Sinto que não há mais a fazer.
E eu preciso mesmo ir no meu aniversario? Eu não posso simplesmente ir dormir? Porque bom eu nunca acordei triste por dormir. Pelo contrario. As vezes bate uma tristezinha de não conseguir dormir por um bom tempo. Me desligar. Afinal dormir é um jeito interno de morrer sem deixar de viver. Ah eu queria tanto viver, ver as pessoas vivas. Mas parece que elas apenas existem. Já não se importam com mais nada, só status, dinheiro, e tempo. E nem notam o quanto estão desperdiçando a vida, o tempo.

Melissa Lobo.