sexta-feira, 22 de novembro de 2013

A felicidade estava ali, diante dos olhos delas, mas a dor em seu peito, a cegava. Só era preciso seguir em frente. Mas ela continuava parada, apenas esperando, parada, que alguém a concertasse, que alguém abrisse seus olhos, sem notar, que o único alguém capaz disso, era ela.

Melissa Lobo.