quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Hoje morri ...

Hoje morri por dentro.
Morri porque perdi uma pessoa. Morri porque perdi alguém que jamais pensei algum dia perder.
Morri, pois por mais pessoas que conheça, por mais amores que tenha, ninguém se irá comparar a ele. Tudo o que tocava tornava mágico, era uma pessoa inigualável.
A vida vai continuar, o sol vai nascer como todos os dias, o rio vai passar como sempre passou, vou ver sempre as mesmas pessoas todos os dias.
Mas nunca mais serei o mesmo, pois sofri uma grande perda. Poderia dizer que não me dói, mas é uma ferida que nunca sara. Não me arrependo de nada! Voltaria a fazer tudo de novo pois vivi intensamente. Vivi cada segundo como se fosse o último… Por isso a nossa relação era tão especial.
Não o odeio. Jamais poderia odiar quem me fez tão bem, alguém que adoro desde o primeiro minuto e vou continuar a adorar.
Por mais anos que viva jamais o esquecerei!
Espero que ele leia este texto e sinta o que tentei transmitir. Mas respeito e compreendo se assim não o entender. Acho que poderíamos continuar amigos na esperança de um dia podermos caminhar lado a lado, partilhando sorrisos.

PS Escrevo isto para ti. Tu sabes que sim.

(Texto modificado de Bruno Taborda)




.-.Melissa lobo.