quarta-feira, 16 de novembro de 2011

E como uma fenex eu renasci das cinzas...



Já esperei de mais o tempo passar, chega de contar quantos dias a dor vai me domar. Eu quero mais é sorriso no rosto, saudade boa explodindo no peito. Agradecer as coisas boas e aprender com as ruins. nada de errar duas vezes, mas perdoar? Ah perdoar a gente perdoa quantas for preciso.
Afinal dessa vida só se leva o coração. E não importa em quantos pedações ele se quebre desde que haja um único pedacinho de felicidade, já há de valer a pena.

.-.Melissa Lobo.