sábado, 8 de junho de 2013

O grande Gatsby

“Somente Gatsby, o homem que empresta seu nome para esse livro, estava isento dessa minha reação, justamente Gatsby, que representava tudo aquilo que eu desprezava. Se a personalidade é uma série ininterrupta de atitudes bem-sucedidas, então existia alguma coisa de grande beleza nele, uma espécie de sensibilidade aguda para as possibilidades de prazer que a vida oferece, tal como se ele estivesse ligado a uma daquelas máquinas complexas que registram terremotos a quinze mil quilômetros de distância. Essa capacidade de reação aos estímulos não tinha nada a ver com aquela volúvel inconstância que costuma ser dignificada pelo nome de ‘temperamento criativo’… Era um dom extraordinário para o otimismo, uma presteza romântica tal como nunca encontrei em qualquer outra pessoa e que provavelmente nunca mais encontrarei. Não – Gatsby demonstrou-se correto no final; aquilo que o perseguiu – uma poeira imunda que flutuava na esteira de seus sonhos – foi a mesma coisas que, por um tempo, fez com que eu me desinteressasse por infelicidades fortuitas e pelos entusiasmos temporários dos outros homens.

 Francis Scott Key Fitzgerald, mais conhecido como F. Scott Fitzgerald, é autor obrigatório para qualquer leitor que se preza. Ele é considerado a personificação da era do jazz e um dos maiores nomes da literatura americana do século passado, pois, com seu estilo enxuto, poético e direto, deu um tom refinado e elegante à decadência daquele período.

 'O grande Gatsby' é um romance rápido, pequeno, simples e de tirar o fôlego, e podemos ver muito de Fitzgerald nele, que não escrevia de forma autobiográfica, mas usava elementos e fatos de sua vida particular nas suas histórias. E o final trágico dos seus romances é uma metáfora à vida de quem viveu a sua época, cheia de excessos e velocidade.
 Não vejo a hora de assistir à mais nova adaptação cinematográfica desta obra de arte, que chega às telas brasileiras nesta sexta-feira, dia 07 de junho, pelas mãos de Baz Lurmann, o mesmo diretor visionário de Moulin Rouge e Romeu & Julieta. Resta saber se esse novo filme estará à altura do romance de Fitzgerald.